Acupuntura e Emoções

Há mais de 3000 anos os chineses já viam que as emoções interferiam na saúde do ser humano.

Cada Órgão se relaciona a uma Víscera, e juntos fazem uma unidade bipolar Yin-Yang. Cada unidade bipolar ainda é classificada dentro dos Cinco Movimentos de acordo com as suas características funcionais e assim produzem movimento de geração e restrição entre si, mantendo a integração e o equilíbrio do sistema.

Essa transformação, elaboração e circulação de energia no homem é executada através da atividade combinada e harmônica dos Zang-Fu (Órgãos e Vísceras) que são Fei (Pulmão), Da Chang (Intestino Grosso), Wei (Estômago), Pi (Baço-Pâncreas), Xin (Coração), Xiao Chang (Intestino Delgado), Pang Guang (Bexiga), Shen (Rim), Xin Bao (Pericárdio ou Circulação-Sexualidade), San Jiao (Triplo Aquecedor), Dan (Vesícula Biliar) e Gan (Fígado) .

- Jing Luo (Canais ou Meridianos de energia): Canais Principais  ou Grande Circulação, Pequena Circulação , Canais Curiosos ou Vasos Maravilhosos, Canais Secundários, canais que percorrem o sistema nervoso central seguindo a coluna vertebral.

Para obter um bom diagnostico segundo a MTC , devemos ter como premissa básica para qualquer tratamento os seguintes aspectos que são um tanto metafísicos pois foca energia como tema central:

energia

Existe uma que é fonte integradora e reguladora de toda forma físico-químico-espiritual que não é privativa dos seres vivos estando em todo lugar ou matéria, sendo que todas as situações produzidas no Universo acontecem por sua existência.

“doenças”

Não há, e sim doentes: ou seja, o sintoma é sempre individual  e representa o padrão de desequilíbrio específicos de uma pessoa, Deus nos fez perfeitos quem desequilibra seu organismo e o próprio homem

Sindromes

A doença não tem um nome, é um estado de desequilíbrio energético que pode se manifestar por uma carência ou por um excesso de determinado órgão dando origem a muitas doenças ligadas a este estado que se denomina uma síndrome.

O desequilíbrio energético

Que é sempre a causa etiológica primária de qualquer manifestação patológica física vai seguir com uma sintomatologia perfeitamente definida que gradativamente prejudicara órgãos secundários ligados a outros elementos, de cujo conhecimento dependerá e êxito do tratamento e da prevenção, o que nos enfatiza a fazer um diagnostico com muita responsabilidade .

Ser Bipolar

O homem é um ser bipolar alternante, ele tem que se transformar e ser maleável, e como toda manifestação do Universo esta alternância de uma maneira harmônica vai permitir a vibração, o movimento, a mutação permanente e contínua, enfim: a vida.

O Shen (mente) se expressa através do órgãos e vísceras sob 5 formas, também chamadas de “Alma dos Zang-Fu (órgãos e viceras)”, muito bem delineadas nos dias de hoje:

Shen – Coerência e expressão

O Shen, ou a Mente propriamente dita, em relação com o Xin (coração), coordena o psiquismo e configura (como um organizador) o ser humano. É responsável pela coerência da personalidade e se expressa nos aspectos mais elevados da inteligência, particularmente a capacidade de jogo de cintura e de adaptação, tomando partido das energias exteriores e interiores do organismo. Quando funciona corretamente, a mente está clara, o coração é sereno e o discurso é lógico. Uma condição energética de deficiência desse sistema provoca um estado depressivo, timidez, incapacidade de ter uma percepção justa das situações, originando uma tendência a queixar-se sem cessar e, em casos graves, a uma desestruturação da personalidade. Quando o Shen está perturbado por uma condição de excesso, há euforia, incoerência, confusão caracterizando o desequilíbrio em fogo.

Hun – Estratégia do Futuro

O Hun (alma etérea), em relação com o Gan (fígado), gera os projetos e proporciona toda sua riqueza ao inconsciente (sonhos, desejos...). É uma força dinâmica que desencadeia os impulsos necessários para empreender uma ação. Se acha em relação com o “atavismo” , o instinto hereditário, a força da palavra, as pulsões e as paixões. Como controla a imaginação, desempenha um papel essencial em todo ato de criação, permitindo a elaboração de uma estratégia. Uma condição energética de deficiência deste sistema reduz os impulsos, os desejos e o entusiasmo e ocasiona um empobrecimento da imaginação e uma incapacidade para conceber planos de ação futuros. E quando o Hun está perturbado por uma condição de excesso, o sono é agitado, tem-se sonhos violentos ou pesadelos, os projetos são excessivos e incoerentes, a imaginação é deslocada da realidade e as pulsões incontroláveis.

Pó – Instinto de Preservação

O Pó ( alma corpórea), em relação com o Fei (pulmão), é a parte da consciência mais corporal, que determina as ações e reações do organismo destinadas a permitir escolher, sem intervenção da mente, o que é útil para a sua sobrevivência e a recusar o que é prejudicial. Se expressa nos instintos primários (sucção, deglutição), e mais particularmente no instinto de conservação, vinculado ao apego inconsciente ao corpo. Está simbolicamente muito próximo do Xue (sangue), como o Hun está para o Qi (energia). Sua deficiência energética origina uma perda do instinto de conservação, vulnerabilidade e desinteresse. Quando o Po está perturbado por um excesso, se observa um estado obsessivo por segurança unido a um medo do futuro.

Yi – Expreriência e Sabedoria

O Yi (inteligência), em relação com o Pi (baço pâncreas), é a parte da nossa mente responsável pelo registro das experiências, da sua classificação, conservação, compilação e reformulação. Diretamente unido à memória, gera a capacidade de integrar e de reproduzir informações, já que essas duas fases são complementares, especialmente na aprendizagem. Quando funciona o Yi, se compreende facilmente, se retém com comodidade, se concebe bem e se enuncia com clareza. Em caso de deficiência energética neste sistema, a memória é débil e a conceituação confusa. Quando o Yi se acha perturbado por excesso, a memória se mostra obsessiva nos pensamentos, é impossível desapegar-se das experiências do passado e as experiências e as idéias fixas estorvam a mente.

Zhi – A existência do ser

O Zhi (força de vontade), em relação com os Shen (mente), corresponde à vontade, à determinação, à capacidade para realizar uma intenção. É indispensável para levar a cabo uma ação, sem deixar-se desviar pelos obstáculos. Comporta autoridade e afirmação do eu. Sua deficiência energética produz medo, um caráter indeciso e mutável, desânimo e submissão à adversidade. Quando o Zhi se expressa demasiadamente, com excesso energético, se observa temeridade, tirania, autoritarismo e obstinação.

As características básicas das personalidades segundo os Cinco Movimentos são:

Personalidade Metal

Caracteriza-se pela firmeza de caráter, frieza, força moral, forte poder de decisão (pouca dúvida), inflexibilidade, determinação e paciência. Em geral gosta de fazer as coisas sozinho e não pede ajuda características do isolamento causado pela frustração o qual há muita tendência nestes indivíduos. São persistentes, podendo se tornar teimosos por perda do senso da realidade, e insistem em seguir adiante mesmo em condições adversas. Sempre a autocrítica e exigência com as pessoas que estão em sua volta faz com que se tornem egocêntricos perdendo o senso da realidade externa. São praticamente auto-suficientes, considerados às vezes rígidos e frios, mas não criminosos. A emoção predominante manifestada quando não conseguem se mostrar como realmente são ou desenvolver sua espontaneidade é a Tristeza.

Personalidade Água

São seres sociáveis, respeitando as opiniões e diferenças alheias. Procuram sutilmente se incluir e colocar suas idéias de forma indireta. Sua tendência ao medo faz com que estes indivíduos sempre avancem com um pé atrás em suas atitudes. Evitam conflitos frontais com o inimigo, trabalhando de forma sutil e se infiltrando a partir de “baixo” para alcançar seus objetivos. Assim, tem atitudes ambíguas para nunca entrar em choque com ninguém pois tem receio de situações de contenda. São flexíveis e espontâneos, adaptáveis e dotados de grande intuição pois desde pequenos analisam para cuidarem de si. Tem muita habilidade em convencer os outros a realizar coisas que os beneficiem, podendo se tornar egoístas e manipulativos às vezes ate agressivos para protegerem-se inibindo a agressividade com uma agressão prima. Sua fluidez e seu temperamento cambiante faz com que tenham pouco poder de decisão, pouca determinação e falta de constância em seu temperamento. Podem se tornar desconfiantes em relação a si próprios e desenvolver uma baixa auto-estima inclinando-os a depressão. Quando as coisas não vão bem a emoção predominante deste tipo de personalidade é o Medo.

Personalidade Madeira

Dinâmicos, criativos e imaginativos. Respeitados por sua nobreza moral e sua capacidade ética. São profissionais por excelência. Sociáveis, gostam de estar em relação e trabalhar pelos outros, mas não gostam de trabalhar sozinhos. A raiva com atitude conclui, a vesícula biliar da coragem para o individuo pois ela e a parte yang do elemento madeira. Colaboradores, com espírito abnegado e capaz de sacrifícios em prol dos outros e do bem comum o que é o certo com um equilíbrio elementar energético. Ordenados, empreendedores, capazes de separar muito bem assuntos de diferentes naturezas. Tem espírito bondoso, generoso e solidário. Ocupam cargos de liderança, de direção, sempre em benefício do bem comum e tem o dom de convencer os outros a trabalhar em prol de algo superior, do coletivo sendo vistos como verdadeiros heróis. Podem se tornar ambiciosas e apressadas, ansiosas para atingir os objetivos que se impõem, fazem mil coisas ao mesmo tempo e se frustram por não dar conta de tudo podendo decair em raiva sem intenção própria pois o que eles não conseguem fazer os frustra gerando a emoção yin do elemento, raiva sem capacidade de atitude que ao contrario seria coragem. A emoção que predomina em caso de desequilíbrio é a Raiva.

Personalidade Fogo

As palavras chave desse tipo são transformação, mudança e atualização. Busca a evolução e a transgressão de normas, pois são indivíduos soltos. São naturalmente líderes, abnegados e lutadores, pois tem um estimulo interno inesgotável. Mostram autoconfiança, vitalidade e grande capacidade de organização e habilidade mental. São resolutos, inimigos da passividade e da indiferença. Trabalham sempre por um ideal, combatendo valores obsoletos e tradicionais, são ousados com estas atitudes em cima do tradicionalismo que os poda. Não são muito tolerantes com a opinião dos outros e não medem esforços para produzir mudanças, podendo se tornar violentos. Devem aprender a controlar seu temperamento apaixonado, moderando a ambição pessoal de modo a se proteger das traições. A emoção predominante quando não conseguem manifestar-se equilibradamente é a Euforia (alegria descontrolada ou irresponsabilidade).

Personalidade Terra

Metódicos e sistemáticos, bons administradores. Não fazem nada sem pensar e não “pisa em falso” como o elemento expressa sempre preocupados com a segurança. É lógico, realista, e faz boas previsões do futuro devido à capacidade de pensamento sistemático, equacionam muito bem a situações. São lentos no agir, mas quando o fazem são ágeis. Tem grande capacidade com as finanças, para poupar e para dar destino a coisas aparentemente inúteis, não gostam de desperdício. Austeros e precavidos, eles adoram a rotina que e algo já resolvido segundo eles não embutindo preocupações desnecessárias, e podem se tornar obsessivos. Tem pouca imaginação e são conservadores, não gostando de mudanças bruscas e desorganizadas. Nunca improvisa, e a emoção predominante quando não conseguem atingir o equilíbrio é o Pensamento Obsessivo (idéia fixa).

É claro que não existem os tipos “puros”, ou se existem são muito passageiros, já que a “normalidade” está na adaptabilidade comportamental de acordo com as diferentes situações de vida que possam surgir respeitando as cinco mutações. E também, como tudo que existe, os cinco tipos podem ser classificados em Yin ou Yang, de acordo com a natureza da sua manifestação podendo assim encontrar seu equilíbrio através do tratamento.

Na Terapia Tradicional Chinesa temos leis fundamentais para chegar ao equilíbrio do ser e da saúde, essas leis se resumem principalmente nas leis de geração e dominação, onde um órgão tem responsabilidade pelo funcionamento do outro o nutrindo para que possa funcionar normalmente. Na lei de geração o órgão pai da substencia para o órgão filho segundo o gráfico. E o órgão avô nutre o órgão pai e controla o órgão neto. Sendo que nesse movimento esta relação se dá ate a terceira geração, onde um órgão pai que não flui a energia para o filho ele causa um acumulo da mesma nele gerando em si a síndrome de excesso, energia que falta conseqüentemente nos órgãos filhos. Se um elemento fica neste estado temos também um órgão avô fraco que não consegue controlar o elemento neto que descontroladamente acumula energia. Tratamento estimular o controle do avo do pai e o fluxo do elemento pai em excesso para o filho. Essa compreensão se torna fundamental para o bom acupunturista, e o sucesso do tratamento que ele aplica, resultando em um equilíbrio orgânico para equilibrar a mente.

Felipe Guillermo Fuentes Urbina
Acupunturista, Terapeuta Corporal e Metafisico